Primeiros passos para um processo de nacionalidade portuguesa

Saiba como começar um processo de obtenção de nacionalidade portuguesa

Existe uma falsa impressão de que os processos de nacionalidade portuguesa são todos iguais. Com base nessa premissa as pessoas muitas vezes acabam buscando tutoriais que apresentem os primeiros passos de forma rápida, mas infelizmente pouco confiáveis. Quando nos dispomos a começar um processo tão complexo como este, é importante ter em mente que cada caso é único, devendo o mesmo ser tratado de forma específica com base em informações, documentos e detalhes envolvidos.

Fuja de listas genéricas com passo a passo, as chances delas não se adequarem ao seu caso em particular é grande! No entanto, alguns passos podem ser seguidos por todos os interessados. É essencial saber onde os portugueses nasceram, se casaram e faleceram. Informações sobre o nascimento podem ser buscadas de várias formas, com critério e de modo econômico.

É também essencial saber se o filho e o neto do português estão vivos e obter vias antigas de certidões de nascimento para análise. Por mais estranho que possa parecer, nem todo filho ou neto de português têm o direito garantido de obtenção de nacionalidade portuguesa. Detalhes do registro de nascimento podem comprometer ou até mesmo inviabilizar um processo. Depois de obtidas as certidões básicas, é preciso analisar a estrutura da família em relação a casamentos, divórcios e óbitos ocorridos.

Em seguida, a pessoa deverá escolher a forma como irá iniciar o seu processo de nacionalidade portuguesa, seja via consulado, enviando os documentos pelo correio para Portugal, ou através de um advogado especializado. Vale lembrar que o envio pelos correios é a forma mais perigosa de iniciar um processo. Se não houver interesse ou condições na contratação de um advogado, o ideal é optar pelo consulado. Apesar de não ser uma forma eficiente, é a opção mais segura.

Independentemente da escolha é importante pesquisar com calma e critério. Tome cuidado com fóruns de ajuda, onde várias pessoas postam informações sem fundamento legal ou procedimental. Lembre-se, a única informação de que você precisa é a correta! O grande desafio é saber como tratar de seus processos da forma mais eficaz possível. Assim sendo, ressaltamos a importância de fazer uma pesquisa eficiente e com fundamento, verificando a veracidade das fontes consultadas.