Como se preparar para a alteração na Lei da Nacionalidade Portuguesa

ponte-25-de-abrilNetos e bisnetos de portugueses estão ansiosos com a alteração na lei, que possibilitará a obtenção de nacionalidade de forma originária, por atribuição. O momento é delicado e requer cautela para que não haja gasto desnecessário de dinheiro e problemas nos processos.

Algumas informações básicas a serem apuradas:

1. O nome, filiação, data e local exato de nascimento, casamento e óbito do português e de seu cônjuge.
2. Nome, filiação, data e local de nascimento e casamento do filho do português e das gerações seguintes.

Outros cuidados básicos:

1. Não emita as certidões de forma antecipada – não sabemos ainda como elas deverão ser emitidas ou quais serão necessárias.
2. Não faça correções em certidões. Uma retificação judicial é cara e demorada, se for feita de forma equivocada pode gerar prejuízos consideráveis e até mesmo suspeição de fraude.
ATENÇÃO: Bons profissionais são capazes de tratar de processos que envolvem documentos com erros, superando as dificuldades sem qualquer correção.
3. Procure uma fonte de informações confiável – use de bom senso e questione até mesmo as fontes “oficiais”, que raramente são bem informadas sobre o assunto com o qual trabalham.
4. Seja cauteloso, cuidado com promessas milagrosas.
5. Questione supostos profissionais que prometem mundos e fundos.
6. Exija fundamentação nas respostas dadas, observe se a pessoa realmente sabe do que está falando.
7. Processos de nacionalidade portuguesa geram vários custos. É importante conhecer os valores envolvidos e se certificar da qualidade do trabalho do profissional.

Para maiores informações visite o grupo PORTUGAL, CIDADANIA PORTUGUESA no Facebook.

MNG

Maurício